slider-1.png
  • Amandaverso

Áustria: Após ataques em Viena, chanceler austríaco quer criminalizar o islamismo político.

O chanceler austríaco Sebastian Kurz anunciou na quarta-feira (11) que seu governo criará novas leis para processar aqueles que propagam ideologias islâmicas políticas. Em seu twitter, Kurz disse que o crime chamado "Islã Político" processará aqueles que "criam um terreno fértil" para o terrorismo islâmico. "Na luta contra o Islã Político, criaremos um crime chamado 'Islã Político' para poder tomar medida contra aqueles que não são terroristas, mas criam o terreno fértil para isso":


Após o ataque terrorista que matou quatro pessoas, Sebastian Kurz exige que a União Europeia trabalhe contra o islamismo político. “Agora, é importante continuarmos lutando com firmeza. Não apenas contra o terrorismo islâmico, mas também contra a base ideológica por trás dele - isto é, contra o islamismo político e o islamismo radical”, disse o chanceler ao jornal alemão Die Welt.


Na semana passada, o governo austríaco dissolveu duas mesquitas ligadas ao islamismo radical. A Ministra da Cultura Susanne Raab e o Ministro do Interior Karl Nehammer anunciaram o fechamento das mesquitas na sexta-feira, uma das quais teria contribuído para a radicalização do atirador de Viena que matou quatro pessoas na segunda-feira. A ministra Raab defendeu fechamento afirmando: “Não é um ataque contra os membros de uma comunidade religiosa, mas é uma luta comum contra o abuso de uma religião por radicais”.


Com informações do Breitbart, Die Welt e colaboração de Natan Dalla Rosa.

1 comentário