• Amandaverso

A novilíngua progressista agora quer mudar o amém e outras otras cositas más

Na abertura do Congresso americano, o pastor metodista e representante democrata Emanuel Cleaver finalizou sua oração com "Amen and Awoman"(Amém e uma mulher), em uma tentativa ridícula de atribuir gênero em uma palavra que não tem gênero.





“Amém” é uma palavra cujo uso na língua hebraica é muito antigo. Do ponto de vista etimológico, “amém” deriva do verbo “aman”, usado para reforçar ou confirmar algo. Basicamente, significa “que conste”, “em verdade”.


"Esta palavra não tem equivalência exata nas línguas ocidentais. O seu significado tem de ser entendido como uma resposta de confirmação a algo que é considerado firme, estável, imutável. É por isto que a tradição judaico-cristã manteve esta palavra inalterada, sem traduzi-la: qualquer tradução empobreceria o sentido original da palavra, que, em sentido estrito, só pode ser dita em referência a Deus" escreveu Pe. Henry Vargas Holguín.


A blasfêmia aconteceu um dia antes da Câmara dos Representantes votar um pacote de regras que visa eliminar todas as referências a ambos os sexos nos negócios da Câmara para “honrar todas as identidades de gênero” e “promover a inclusão e a diversidade”.


Nesta segunda-feira(4), a Câmara dos Representantes deve votar um Pacote de Regras para o 117º Congresso, que Pelosi e o presidente do Comitê de Regras, James McGovern, prometem ser "o mais inclusivo da história".


Isso significaria substituir "he"(ele) ou "she"(ela) pelo coloquialismo gramaticalmente incorreto de "they"(eles) como um singular, ou o desnecessariamente longo "tal membro, delegado ou comissário residente". Além disso, "himself"(ele mesmo) ou "herself"(ela mesma) torna-se "themself"(si mesmo), uma palavra não reconhecida por vários dicionários e reconhecida pelo New Oxford Dictionary como "não amplamente aceita no inglês padrão".


Palavras como "mother" (mãe) e "father" (pai) seriam substituídas por "parent", "aunt" (tia) e "uncle" (tio) pelo estranho "parent’s sibling" e "grandmother" (avó) e "grandmother" (avô) se tornariam "grandparent".


Você pode estar pensando: bom, mas essas palavras já existem e todos falam! Eu aprendi no meu cursinho de inglês.


Caro leitor, se esta besteira passar, daqui alguns anos seu filho aprenderá que mãe em inglês é parent. E assim a agenda da ideologia de gênero avança cada vez mais.


"Mommy🥺👉👈 "?


Esqueça.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo