slider-1.png
  • F. Wronski

Aaron Lewis, do Staind, lidera coro cantando 'FUCK JOE BIDEN' durante show

As inclinações políticas de Aaron Lewis não foram reservadas apenas para seus shows solo. No recente show de reunião da banda Staind em Scranton, Pensilvânia, Lewis liderou a multidão em um canto "Fuck Joe Biden", do qual a grande maioria do público participou.



Junto com Ted Nugent e Kid Rock , Aaron Lewis é um dos roqueiros conservadores mais francos que existe. Sua carreira solo como músico country tem sido um sucesso, com a polêmica faixa “Am I the Only One” alcançando o primeiro lugar nas rádios country. Músicas adicionais como " If I Was a Liberal " traçaram uma linha política, assim como sua escolha em trajes de palco, que incluem camisetas impressas com "Fuck Biden", Impeach Biden" e "I Could Shit a Better President".


Enquanto vestia sua camisa “Eu poderia cagar um presidente melhor”, Lewis falou para a multidão no show co-headliner de Staind com Korn , referindo-se a Scranton como o local de nascimento do 46º presidente dos Estados Unidos. O baterista do Staind, Sal Giancarelli, juntou-se ao seu kit, enquanto o guitarrista Mike Mushok e o baixista Johnny April permaneceram neutros.



Mensagens políticas no rock e no metal não são novidade. Durante a presidência de Donald Trump, inúmeros artistas falaram contra ele, incluindo Corey Taylor, Dee Snider e Bad Religion. Municipal Waste e Brujeria lançaram produtos anti-Trump , enquanto Kid Rock lançou uma linha de produtos pró-Trump .