slider-1.png
  • Ms. Yellow

Bife à Cavala Estatista




Ingredientes


1 file da carne de sua preferência: contra file, patinho, alcatra, coxão mole, e outros.

2 ovos

Batata para fritar

Sal e pimenta do reino a gosto


Modo de preparo


1. Leve ao fogo em uma frigideira com pouco óleo.

2. Quando estiver bem quente, coloque o bife e deixe dourar.

3. Após virar pela primeira vez, tempere com sal e pimenta do reino a gosto.

4. Frite um bife de cada vez, para não juntar água.

5. Frite a seguir os ovos sem perfurar as gemas e coloque-os sobre os bifes.

6. Depois corte as batatas em tiras e frite e coloque sobre os ovos.

7. Sirva a seguir, acompanha muito bem com arroz branco, legumes cozidos ou salteados e uma salada fresca.


Histórico


Bife a cavalo é um prato da culinária portuguesa e brasileira, composto basicamente por um bife, com dois ovos em cima, prato que vai acompanhado com batatas fritas.


Há relatos de que o bife a cavalo é uma receita de origem da França conhecido como Bifteck à Cheval, consistindo em um bife de carne bovina grelhada, sendo colocados por cima dois ovos fritos.


A aparência do prato lembra uma montaria porque a visão que se tem é de uma sela.


Na Argentina esse prato é conhecido como bife a caballo, e na Colômbia como Bistec a Caballo.


O cronista Luiz Edmundo, no final do século XIX e XX, em seus relatos sobre a cidade do Rio de Janeiro escreveu sobre o bife a cavalo, que naquela época era um dos pratos mais populares.


Bife a Cavalo, de fato o prato é tentador pois se trata de um belo filé com dois ovos fritos sobre a carne.


O nome parece engraçado e é por conta do formato do ovo, pois para os antigos, ele lembrava uma sela de montaria em cima de um cavalo.


Há quem diga que o apelido era, também, pela velocidade com o qual o prato poderia ser preparado e servido.


Esse prato também é considerado como uma comida de resistência porque decorridos bem mais de um século o prato ainda consta de muitos restaurantes de Norte a Sul do Brasil.


Na história oral o bife a cavalo é considerado um prato típico português, que no Brasil encontrou admiradores do Norte ao Sul.


Um prato generoso e simples, sem nada demais, além de um belo bife e dois ovos. Muitas pessoas servem com uma fatia de pão, deixando o prato com cara de sanduíche aberto.


Normalmente é acompanhado de batatas fritas. Quando o cliente pede pão na hora da refeição, o prato vem acompanhado com uma salada simples, de alface e tomate.


Nessa mesma história oral, o termo a cavalo vem da lembrança que a montagem do prato remete, com os ovos fazendo as vezes de uma sela. Com toda a sua simplicidade, o prato bife a cavalo é uma das maravilhas da gastronomia.


O prato consta do cardápio de muitos restaurantes, principalmente daqueles localizados próximos de fábricas ou de locais onde os trabalhadores executam tarefas pesadas; o prato é repleto de proteínas (carne e ovo), sendo muito aceito e que proporciona a saciedade ao comensal.


Existem registros orais de que o prato bife a cavalo teve origem nos caminhoneiros, que percorrem longas distâncias e que precisam de uma alimentação forte. O prato oferece duas proteínas (carne e ovo), e que proporciona a saciedade ao motorista.


Um outro registro sobre a origem do prato é que foi criado por cavaleiros; estes levavam carne seca (charque) e ovos nas suas bagagens, sendo um prato de preparo rápido e fácil.


Há um outro prato bem parecido com o bife a cavalo, que é o filé a Camões. A grande diferença é que o filé que homenageia o ilustre poeta português Luís Vaz de Camões, e portanto é servido com um ovo.


Dizem que é pelo fato de que Camões era cego de um olho, e um ovo lembraria melhor o personagem homenageado.


Não perca o Na Conserva, nessa sexta às 20 hs na sua Shock Wave Radio!

2 comentários