• Shock Wave News

Bolsonaro: ‘Um povo vulnerável pode ser mais facilmente controlado’


O presidente Jair Bolsonaro discursou neste sábado, 21, por videoconferência na Cúpula do G20, grupo que reúne 19 países e a União Europeia. A reunião, que acontece em Riad, capital da Arábia Saudita, é o 15º encontro do G20.


Antes de tratar sobre os assuntos em pauta na reunião, Bolsonaro falou brevemente sobre a necessidade de união do povo brasileiro e lembrou que brancos, negros e índios edificaram o “corpo e o espírito de um povo rico e maravilhoso”.


As declarações ocorrem em meio à manifestações violentas que em protesto contra a morte de um homem, brutalmente assassinado por seguranças de um supermercado Carrefour em Porto Alegre.


O assassinato de Beto, como conhecido, ocorreu na noite desta quinta-feira (19) (conheça sua longa ficha criminal aqui) e rapidamente ganhou repercussão. A delegada do caso se pronunciou e afirmou não se tratar de racismo (saiba mais aqui). Apesar disso, radicais de esquerda afirmam que o crime foi motivado por racismo e protestam violentamente, depredando estabelecimentos para fazer “justiça”.


O presidente brasileiro alertou para a tentativa de promover divisão entre raças, mascarada de justiça social. De acordo com ele, a essência do povo miscigenado no Brasil foi quem conquistou a simpatia do mundo.


“Existem diversos interesses para que se criem tensões entre nós. Um povo unido é um povo soberano. Dividido é vulnerável. E um povo vulnerável pode ser mais facilmente controlado e subjugado. Nossa liberdade é inegociável”, declarou.


Ainda de acordo com o presidente, “os que instigam o povo à discórdia, fabricando e promovendo conflitos”, atentam contra a “nação e contra a história”.



Fonte: Terça Livre / Bruna de Pieri

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo