• Evandro Pontes

Câmara promove seminário LGBTI+ que conta com participação de crianças


Câmara está promovendo, neste minuto, o polêmico "Seminário LGBTQIA+". A atividade parlamentar teve início neste exato instante.


O seminário está ocorrendo neste endereço no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=4URZdWMP0S8


Deixe o seu protesto de forma amável e civilizada e exerça a sua cidadania dizendo o que você pensa sobre o evento. É muito importante que os deputados saibam a sua opinião.


Lembramos que esse foi o polêmico evento que o atual PR Jair Bolsonaro usou durante a sua campanha chamando de "Seminário LGBT Infantil".


Tratava-se da 13a Edição desse seminário (a deste ano será a 17a) e naquele momento, o Seminário tratava sobre como abordar o tema na educação infantil.


Não havia presença de crianças naquele tempo, mas o foco era, de fato, orientar os adultos a tratar do assunto com crianças e jovens em idade escolar.


A edição deste ano traz um gigantesco avanço na agenda: o seminário contará a presença de uma criança para tratar do assunto "crianças trans" e a participação de pessoas que mudam de sexo em competições desportivas, incluindo as competições em categorias infantis, juvenis e juniores.


A edição deste ano do Seminário já parte do pressuposto que o fenômeno da "criança trans" existe.


A abordagem do tema da "educação LGBT" durante a campanha trouxe muitos e valiosos votos ao então deputado Jair Bolsonaro.


Como ele já está eleito e pretende agradar gente da Câmara para emplacar um candidato de sua preferência nas eleições da presidência desta casa logo em breve, o PR está "evitando polêmicas" e se mantém em absoluto silêncio diante desse descalabro.


Ele está seguindo a advertência que já foi dada por gente como ACM Neto, Rodrigo Maia e o próprio Arthur Lira - afastar-se da agenda que o elegeu, tratada por esses políticos profissionais e listeiros da Odebrecht como "agenda ideológica" ou "agenda 'radical'".


Do lado da Esplanada dos Ministérios, os encarregados oriundos do generalato aderem a esse coro.


Vale tudo para eleger alguém próximo ao Planalto na presidência da Câmara, incluindo fazer vistas grossas sobre o mais violento avanço da agenda LGBT na história do país.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo