• Shock Wave News

Carta à Igreja

Por Andrei Nacif Nogueira.


“O Senhor é a minha luz e minha salvação; de quem terei medo? O Senhor é a fortaleza da minha vida; a quem temerei? Quando malfeitores sobrevêm para me

destruir, meus opressores e inimigos, eles é que tropeçam e caem.” (Salmo 27: 1-2)

“ Ela não será mais capaz de ocupar muitos dos edifícios construídos em sua prosperidade. A medida que o número de seus adeptos diminui… Ela irá perder muitos dos seus privilégios sociais… Como uma pequena sociedade, [a Igreja] irá exigir muito mais da iniciativa individual dos seus membros…” (Joseph Ratzinger - Pope Benedict XVI - “The Church Will Become Small” em “Faith and The Future”)

The only thing necessary for the triumph of evil is for good men to do nothing.” (Edmund Burke)

"- é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;” (Art. 5º, inciso VI da Constituição Federal de 1988)

Uma Súplica aos Sacerdotes Católicos (carta enviada em 08/05/2020)

A primeira profissão a qual recordo que almejei foi “cientista”, isso com cerca de 6 anos de idade. As professoras repetiam a famosa pergunta - “o que você vai ser quando crescer” - por julgarem no mínimo curioso a minha resposta. Eu respondia sempre a mesma coisa, timidamente e sem entender o motivo do espanto. A minha introversão me levara, quase que naturalmente, para o interesse pelas Ciências, ou o quê quer que eu julgasse como tal. Enciclopédias médicas, livros de química ou biologia do chamado 2º grau à época, laboratórios de química ou eletrônica, tudo isso me encantava.


Já na adolescência sobreveio a rebeldia e com ela o pensamento revolucionário. Junta-se a isso o ensino de história enviesado para a esquerda: o Iluminismo, o anticatolicismo (“como cruéis e sanguinárias foram as Cruzadas e a Inquisição!”) e “o marxismo tão obviamente justo”. Era um colégio católico, mas com forte influência pedagógica da "Teologia da Libertação.” Por convite de um professor, cheguei a me filiar ao PC do B e causar desapontamento ao meu avó admirador do Ulisses Guimarães.


Somente a partir do "Escândalo do Mensalão”, comecei a entender o quê realmente significa o comunismo. O conhecimento do conservadorismo, principalmente na figura do Olavo de Carvalho, me levou inexoravelmente de volta à Igreja. Pela minha disposição conservadora, passei a frequentar a Santa Missa no Rito Romano (em latim). Desde o início pareceu-me um oásis no deserto, dada a Igreja atual tão contaminada por inúmeras heresias e secularismo. Fiquei admirado com a minha primeira aula de Catecismo: um padre lendo "A Suma Teológica" de Santo Tomás de Aquino e em latim!


No entanto foi apenas uma aula e veio o vírus chinês… Igrejas fechadas, cidadãos tendo seus direitos fundamentais aviltados ilegalmente por prefeitos e governadores tiranos! As forças globalistas ocidentais identificaram uma janela de oportunidades para a implantação do controle social, tendo o medo da morte como aliado. Pessoas abrindo mão da liberdade e se submetendo a métodos coercitivos, os quais não têm nenhuma comprovação de eficácia no controle de uma epidemia viral (“They who can give up essential liberty to obtain a little temporary safety deserve neither liberty nor safety.”- Benjamin Franklin).


Justamente nesse momento de crise é que os fiéis precisam ainda mais dos sacramentos. A Igreja, com incontáveis exemplos de santos e mártires, não pode se curvar diante de governantes totalitários e ignóbeis. A mesma Igreja que lutou tanto contra o comunismo, não pode permitir que façam isso com o corpo místico de Cristo: estão nos impedindo de sermos plenamente católicos. Eu suplico aos senhores que abram as igrejas, quer seja por via judicial ou desobediência civil. Pandemia, vírus chinês, déspotas, nada disso pode ser maior que o Deus vivo. Rogo à intercessão da Virgem Maria!




Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo