slider-1.png
  • Dica HQ

CLINTON CASH, de Chuck Dixon

Adaptado do livro homônimo de Peter Schweizer – jornalista e consultor político –, CLINTON CLASH: A GRAPHIC NOVEL revela o que há por trás da fortuna da família de Bill, Hillary e Chelsea.


A frase de chamada no topo da capa do quadrinho já revela o que está por vir: “Como os Clintons leiloaram a política dos EUA em troca de lucro”. A adaptação é formidável. É claro que não se pode esperar menos do roteirista veterano Chuck Dixon, que participa da obra ao lado de Brett R. Smith. Os desenhistas incluem o artista brasileiro Sergio Cariello, Graham Nolan, Don Hudson, Paul Rivoche, junto com Andy Owens e Alan Robinson – sim, é muita gente.




Após os dois mandatos de Bill Clinton como presidente dos EUA (1993-2001), eu ouvi falar que havia algo de podre por trás do seu rosto de bom moço. Não à toa, ele começou a participar de shows de TV para apaziguar críticas que eram ouvidas do seu governo.


A coisa ficou realmente suja após a inauguração da "filantrópica" Fundação Clinton em 1997. Através do uso da política, Bill e Hillary ganharam fortunas abrindo espaços para empresários inescrupulosos estabelecerem-se em países subdesenvolvidos. É óbvio que nada era às claras: o sr. Clinton realizava palestras que custavam 500 mil a 1 milhão de dólares por cada uma, pagas por particulares com “interesses diversos”. Recorda o caso aqui do Brasil do jornalista da Globo, Merval Pereira, que chegou a ganhar 375 mil reais por uma palestra no Senac.


Entre muitos exemplos, houve o caso ocorrido no Cazaquistão para estabelecer a empresa de urânio Urasia (de propriedade do sócio mais antigo dos Clinton, Frank Giustra); também a compra da canadense UraniumOne pelo governo russo através da companhia estatal Rosatom (sim, Putin tem participação de parte do urânio norte-americano, por incrível que pareça); serviços mal prestados através da corporação educacional Laureate Education Inc., que está inclusive no Brasil; e assim por diante em muitos outros casos.



Desde 2017 a Fundação Clinton é investigada pelos EUA no caso UraniumOne.


A HQ é uma obra fascinante que abre os olhos sobre personalidades que a mídia adorava adular. Há muitos fatos e podridão que Dixon relata a partir do trabalho de Peter Schweizer.


Infelizmente, ainda não foi publicada no Brasil, mas pode ser adquirido através da Amazon.



CLINTON CASH: A GRAPHIC NOVEL foi lançado nos EUA pela Regnery Publishing em 2016.


Nota: 5,0/5,0.


Para mais dicas de quadrinhos, confira @DicaHQ.