slider-1.png
  • Ms. Yellow

Cobaias?



A população de Botucatu - SP, será submetida a um experimento científico envolvendo a aplicação de imunizantes a todos os habitantes adultos do município, cerca de 106 mil pessoas.


O prefeito da cidade, Mário Pardini, desde o início da semana se encontra em Brasília em busca de parcerias para a imunização da população botucatuense, uma vez que não obteve sucesso junto ao governo do Estado de São Paulo.


Em parceria com o Ministério da Saúde e Governo Federal, a Prefeitura de Botucatu, a Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita" (Unesp), o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, a Universidade de Oxford e a Fundação Bill e Melinda Gates, pretendem vacinar cerca de 70% da população do Município, percentual esse equivalente a todos os munícipes adultos.


Essa iniciativa une a imunização de todos os adultos, sequenciamento genético do Sars Cov 2, e a testagem em massa.


Tendo a aprovação nesta terça-feira (27) da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) o estudo iniciará dentro das próximas semanas e conta ainda com a parceria do laboratório AstraZeneca e da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz).


Segundo o Secretário de Saúde de Botucatu André Spadaro, o diferencial dessa pesquisa será o sequenciamento genético em todos os casos positivos ao longo dos próximos oito meses, tempo esse que é o estimado para que se conclua a pesquisa.


Assim, segundo o secretário, será possível saber qual a cepa que está em circulação na cidade, a efetividade da vacina feita pelo AstraZeneca, além da evolução dos casos positivos, de internação e óbitos em comparação com os demais municípios da região


O Secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Hélio Angotti, afirmou que esse estudo possibilitará ao Ministério o conhecimento da melhor estratégia para o enfrentamento da Covid-19, não apenas à nível regional como também à nível Nacional.


Essas e outras informações estão disponíveis no site do Município de Botucatu.