slider-1.png
  • F. Wronski

Daniel Craig explica por que James Bond não precisa ser interpretado por uma mulher

A franquia James Bond entretém os espectadores há décadas e não mostra sinais de desaceleração. Fãs de todo o mundo mal podem esperar para ver a reverência final de Daniel Craig como 007 em No Time to Die , e existem inúmeras teorias sobre quem pode substituí- lo na propriedade. E Craig explicou recentemente por que Bond não precisa necessariamente ser interpretado por uma mulher.



Nos últimos cinco anos, assistimos a uma grande mudança nas conversas sobre representação na mídia. E desde que Daniel Craig está encerrando seu mandato como 007, tem havido conversas online sobre uma possível ligação feminina. O ator de Knives Out foi questionado recentemente sobre o assunto, dizendo:


"A resposta é muito simples. Simplesmente deveria haver papéis melhores para mulheres e atores negros. Por que uma mulher deveria interpretar James Bond quando deveria haver um papel tão bom quanto James Bond, mas para uma mulher?"

Daniel Craig pensa que deve haver papéis mais dinâmicos para mulheres e pessoas de cor. Então, ao invés de ver uma visão trocada de gênero em James Bond, ele prefere ver um personagem similarmente emocionante escrito especificamente para tal ator. O que de fato concordamos com o ator, pois, ver um personagem clássico ser descaracterizado para pagar pedágio à uma agenda é inaceitável.


Os comentários de Daniel Craig ao RadioTimes vêm no momento em que No Time to Die está finalmente se preparando para chegar aos cinemas. Enquanto discutia sua reverência final como 007 e sua colaboração com a escritora Phoebe Waller-Bridge, ele acabou sendo questionado sobre a possibilidade de o próximo ator de Bond ser uma mulher. E Craig certamente não reteve sua visão sobre essa perspectiva.


Houve inúmeras discussões e teorias sobre James Bond de Daniel Craig, especialmente agora que No Time to Die finalmente vai chegar aos cinemas. Houve algumas conversas sobre a possibilidade de uma substituição feminina, com a recente vencedora do Emmy Gillian Anderson colocando seu nome no ringue. Mas não parece que Craig queira ver essa mudança sísmica acontecer com o legado do personagem.


No Time to Die chegará aos cinemas em 8 de outubro.

1 comentário