• Amandaverso

Departamento de comércio impede o banimento do Tik Tok nos Estados Unidos.


O regulamento entrou em vigor na quinta-feira (19/11), de acordo com o Wall Street Journal. Segundo a lei, o TikTok não apareceria mais na app store, e todas as empresas sediadas nos EUA seriam impedidas de oferecê-lo como um aplicativo móvel. A TikTok também seria impedida de usar os serviços de hospedagem na web de qualquer empresa com sede nos Estados Unidos, como Amazon e Alphabet, tornando o aplicativo essencialmente inútil.

No mês passado, a juíza distrital dos EUA Wendy Beetlestone, na Filadélfia, impôs uma liminar contra a paralisação depois que as estrelas de TikTok, Douglas Marland, CosetteRinab e Alex Chambers entraram com um processo, informou o Journal.


Beetlestone disse que o governo provavelmente não tem o poder de impor a proibição de TikTok porque a regulamentação “representa uma ameaça à 'troca robusta de materiais informativos'”. A Lei de Poderes Econômicos Internacionais, na qual a administração Trump confiou para impor a regulamentação, não concedeu à administração o poder de tomar medidas contra TikTok, disse Beetlestone.

O logotipo da TikTok é exibido fora de um escritório da TikTok em 27 de agosto de 2020 em Culver City, Califórnia. A empresa chinesa deve anunciar a venda das operações americanas de seu popular aplicativo de mídia social nas próximas semanas, após ameaças de fechamento por parte do governo Trump.

O logotipo da TikTok é exibido fora de um escritório da TikTok em 27 de agosto de 2020 em Culver City, Califórnia. A empresa chinesa deve anunciar a venda das operações americanas de seu popular aplicativo de mídia social nas próximas semanas, após ameaças de fechamento por parte do governo Trump.

O Departamento de Comércio citou a liminar preliminar de Beetlestone ao tomar sua decisão, dizendo em um comunicado que a TikTok não será fechada "enquanto se aguarda novos desenvolvimentos legais".

O TikTok também entrou com um pedido de proibição no Tribunal Distrital dos Estados Unidos em Washington, informou o Journal. O aplicativo de vídeo está pedindo uma liminar do juiz distrital Carl Nichols dos EUA porque eles dizem que diferentes demandantes, com interesses diferentes, estão envolvidos no caso da Filadélfia. Além disso, a liminar no caso da Filadélfia “é, por definição, temporária”, disse TikTok em um processo judicial. Se fosse suspenso, seria "deixar todo o negócio de TikTok em perigo".

Em uma ordem emitida em agosto, o presidente Donald Trump disse que o popular aplicativo de compartilhamento de vídeo seria proibido nos EUA, alegando preocupações com a segurança. No entanto, ele disse que consideraria a aprovação de um desinvestimento para uma empresa dos EUA, relatou o Journal.


As informações são do Daily Caller, em colaboração com Natan Dalla Rosa.