• Saul Berenson

Desertor chinês trabalhando há meses com a inteligência dos EUA

Atualizado: há 7 dias

O desertor mais graduado de todos os tempos da República Popular da China está trabalhando há meses com a Agência de Inteligência de Defesa dos EUA

Fontes internas da comunidade de inteligência americana relataram com exclusividade ao jornalista Adam Housley que um desertor chinês de alto nível vem trabalhando com a Agência de Inteligência de Defesa nos últimos meses.


Housley reportou que o desertor chinês tem conhecimento direto dos programas de armas especiais da China, incluindo programas de armas biológicas do país.


Segundo as fontes que exigiram o anonimato, os diretores da Agência de Inteligência de Defesa (Defense Intelligence Agency) mantiveram a deserção do oficial chinês em segredo, sem compartilhar informações com a CIA e o FBI. A agência militar, subordinada ao Departamento de Defesa, não informou o Departamento de Estado e as demais agências federais pois acredita que existem espiões chineses infiltrados nos mais altos níveis do governo americano.


O desertor forneceu informações em um relatório extenso e tecnicamente detalhado, que após verificação pela agência militar se confirmaram legítimas. As fontes disseram que o nível de confiança nas informações do desertor é o que levou a uma súbita crise de confiança no Dr. Anthony Fauci.


O Instituto de Pesquisa Médica do Exército dos Estados Unidos para Doenças Infecciosas (USARMIID) também trabalha no caso.