slider-1.png
  • Shock Wave News

DIZ O LEITOR: O teatro e suas travessuras.

É muito engraçado quando ao deitar sua cabeça na cama você olha para o teto e pensa: “Nossa, chegaram 140 mil vacinas de Coronavac ontem em São Paulo. Mas a Anvisa proibiu a circulação desta vacina, logo estamos salvos”. Mas você se esquece de que se as vacinas chegaram em São Paulo há algum motivo para isso ter ocorrido, será que houve um lobby gigantesco para aprovar a utilização da Coronavac no Estado de São Paulo?


O relógio começa a bater de um lado para o outro – tic, tac – e você não consegue mais ter certeza sobre o seu pensamento. O suor começa a escorrer na sua testa, o sentimento angustiantecomeça a apertar o seu peito. Eis que o seu celular – que estava em cima da mesa – vibra, você o pega na mão e começa a conversar no whatsapp. Todo o seu estresse vai embora, sua cabeça para de girar e agora você começa a dar risada – pois a mensagem veio de um grupo de piadas.


Mas e se você concluísse o seu pensamento, onde será que você chegaria? O mundo é uma mentira, não passa de uma peça de teatro onde nós não sabemos se somos o protagonista, se executamos um papel secundário ou se só somos mero observadores e não exercemos qualquer papel nesta admirável e triste peça. Afinal, quem será que está por trás de tudo? Você pode afirmar que é Deus, porém ele está em um plano muito mais elevado que o nosso. Deus sabe tudo que vai acontecer e é Deus quem bolou a sua vida, porém você não faz a menor ideia de como Deus fez isso.


Partindo do pressuposto que foi Deus quem criou o teatro, então são os homens que vão executar e observar a peça. Onde é que você se encaixa? Você não tem qualquer poder sobre as decisões políticas, nem sabe qual o futuro do seu país. Tudo está andando de uma forma muito nebulosa, não sabemos quando começa o ápice ou o final da nossa peça.


Agora era para você chorar, ou era para você rir? Era pra você concluir seu pensamento ou se distrair no celular? Não sabemos o que devemos fazer, a verdade é que estamos perdidos em um mundo cada vez mais grotesco, onde errar um pronome já pode te dar “motivo” para tomar um exposed.


Estamos todos à deriva, num teatro sem nome e sem direção. Onde fazemos piadas para afastar a nossa tristeza e fingirmos que temos certeza do que vai acontecer no futuro. Afinal, Bolsonaro é um mito ou um traidor? E qual será o desfecho da peça Brasil, nós ficaremos trancafiados em casa enquanto somos roubados e humilhados pela classe política? Ou nós iremos nos manifestar contra a tirania, pois aqueles que elegemos não se preocupam mais com o povo. Eles só pensam no próprio bolso e são incapazes de terem gratidão com aqueles que os colocaram na política brasileira.


Quando será que a cortina do teatro será fechada? Não sei, mas vamos todos esperar para ver o desfecho da cena da pandemia.


Por Incelmo - twitter: @inc3lmo