slider-1.png
  • Shock Wave News

Empresas de telecomunicações da UE rejeitam ajustes às regras de privacidade do WhatsApp e Skype


A indústria de telecomunicações da Europa foi contra as propostas de ajustes nas regras da UE que regulam o WhatsApp (do Facebook) e Skype (da Microsoft), que endureceriam as regras para uso de metadados de comunicações eletrônicas.


As regras planejadas da UE sujeitam o WhatsApp e o Skype às mesmas regras que os provedores de telecomunicações.


Os 27 países do bloco têm lutado para encontrar um meio de campo sobre o regulamento de privacidade eletrônica redigido pela Comissão Europeia em 2017 por causa do desacordo sobre as regras para cookies que rastreiam as atividades online dos usuários, cruciais para a publicidade direcionada e outros requisitos de consentimento.


A Alemanha, que atualmente detém a presidência rotativa da UE, compartilhou suas propostas de ajustes com outros países da UE na noite de quarta-feira (04).


O documento visto pela Reuters reduz os fundamentos legais para os provedores de telecomunicações usarem metadados de comunicações eletrônicas para outros fins ou para processar os dados, em um golpe para a indústria de telecomunicações que busca usar dados de localização de rede para serviços de transporte inteligentes como um potencial gerador de dinheiro .


O grupo de lobby ETNO, cujos membros incluem Deutsche Telekom, Orange e Telefonica, e o grupo de operadoras de telefonia móvel GSMA foram severos com a proposta alemã.


“O texto proposto pela Alemanha falha em preencher a lacuna entre a proteção da privacidade e a confidencialidade e o estímulo à inovação nos provedores de serviços europeus”, disseram eles em um comunicado conjunto.


Outros países da UE a não apoiarão a proposta, a menos que lhes dê mais liberdade para usar metadados para fins legítimos e para posterior processamento compatível.


O bloco terá que chegar a um acordo sobre uma posição comum antes de discutir os detalhes das regras com a Comissão e o Parlamento Europeu.