slider-1.png
  • Shock Wave News

Facebook censura grupo pró-Trump que protesta contra "fraude eleitoral"

O Facebook confirmou que está censurando ativamente os grupos pró-Trump que estão preocupados com possíveis irregularidades na contagem de votos em vários estados, quando fez um anúncio bombástico dizendo que havia removido um grande grupo de protesto de sua plataforma.



"Em linha com as medidas excepcionais que estamos tomando durante este período de tensão elevada, removemos o Grupo 'Pare o Roubo', que estava criando eventos do mundo real", disse um porta-voz do Facebook.

A censura ocorre depois que uma série de tweets do próprio Trump, alegando atividade "fraudulenta" e que a eleição está sendo "roubada" dele, receberam rótulos do Twitter.


O enorme grupo - que cresceu para 361.000 membros em 24 horas - se dedicou a protestar contra a administração da eleição, que os organizadores alegam ter sido prejudicada por "fraude eleitoral generalizada".



"Stop the Steal" foi uma das maiores páginas de organização de protestos contra o impasse eleitoral.


O movimento parecia ser sinônimo de vários meios de comunicação tradicionais atacando o grupo como "conspiratórios" voltadas para "anular uma vitória de Biden" - como disse o Daily Beast no mesmo dia do súbito banimento do Facebook.