slider-1.png
  • Shock Wave News

Globalista Klaus Schwab: O mundo "nunca" voltará ao normal depois do COVID

O "Great Reset" (A Grande Restauração) criado pelos globalistas esconde mais coisas do que podemos imaginar.

Em seu livro Covid-19: The Great Reset, o globalista do Fórum Econômico Mundial Klaus Schwab afirma que o mundo "nunca" voltará ao normal, apesar de admitir que o coronavírus "não representa uma nova ameaça existencial".


Schwab tem pressionado continuamente para que COVID seja explorado para impulsionar uma nova ordem mundial, alegando: “Agora é o momento histórico não apenas para lutar contra o ... vírus, mas para moldar o sistema ... para a era pós-corona”.


No entanto, ele vai além no livro, deixando claro que a elite financeira nunca permitirá que a vida volte ao normal, sugerindo que bloqueios contínuos e outras restrições se tornarão permanentes.


“Muitos de nós estamos pensando quando as coisas vão voltar ao normal”, escreve Schwab. “A resposta curta é: nunca. Nada jamais retornará ao senso 'quebrado' de normalidade que prevalecia antes da crise, porque a pandemia de coronavírus marca um ponto de inflexão fundamental em nossa trajetória global. ”


O globalista faz essa afirmação apesar de admitir que a ameaça representada pelo COVID empalidece em comparação com as pandemias anteriores.


“Ao contrário de certas epidemias anteriores, COVID-19 não representa uma nova ameaça existencial”, escreve ele.

Mantenha a máxima vigilância aproveitando nossa última venda agora!


Schwab deixa claro que a "Quarta Revolução Industrial" ou "A Grande Restauração" mudará fundamentalmente a forma como o mundo funciona.


“Mudanças radicais de tal consequência estão chegando, que alguns especialistas têm referido como 'antes do coronavírus' (BC) e 'após a era do coronavírus' (AC). Continuaremos a nos surpreender com a rapidez e a natureza inesperada dessas mudanças - conforme elas se fundem, elas provocarão consequências de segunda, terceira, quarta e mais ordens, efeitos em cascata e resultados imprevistos ”, escreve ele .


Como Delingpole explica em sua coluna, “The Great Reset” meramente representa uma re-embalagem da velha agenda globalista que estava engasgada desde a última década. Está é a chance de ouro de repaginar o globalismo.


Ou seja, o governo ditatorial tecnocrático, o “green new deal”, a abolição gradual da propriedade privada, um salário mínimo garantido que terá empregos substituídos por robôs, uma repressão às liberdades pessoais e restringindo a liberdade de movimento.


Um oficial sênior do Exército dos EUA disse que o uso de máscara e o distanciamento social se tornarão permanentes, enquanto o editor de segurança internacional da CNN, Nick Paton Walsh, afirmou que o uso obrigatório de máscaras se tornará "permanente", "apenas parte da vida", e que o público precisaria "vir concordar com isso. ”


E não termina por aqui. Indo mais a fundo e pesquisando as pessoas envolvidas nessa nova tentativa da NOM (Nova Ordem Mundial) de escravizar o mundo acaba caindo em várias figuras repetidas.


Superficialmente, para o público em geral o GREAT RESET parece ser uma coisa boa, não? Direitos das mulheres, mudança climática, blá-blá-blá, etc... todas as coisas usuais que a elite que se reune anualmente em Davos usa para manipular você e para dar-lhes mais poder.


Começaremos com Amir Dossal, da ONU.

Por que ele está nesta foto com a infame Ghislaine Maxwell? É estranho que ele seja um dos cinco membros de seu “projeto TerraMar” :

Um dos financiadores do projeto TERRA MAR é a CLINTON FOUNDATION.

Não podemos esquecer de... Al Gore. Também mencionado no “Great Reset” e há muito tempo tentou mascarar seus planos de socialismo global sob o pretexto de “mudança climática”. Mais um amigo de Epstein.

E como Antonio Guterres se encaixa nisso? Que bom que você perguntou.

Ghislaine Maxwell realizou uma coletiva de imprensa tentando encobrir os estupros de "pacificadores" sob o comando de Antonio Guterres, secretário-geral da ONU. Sempre esteve envolvida em reuniões e eventos da ONU.

A irmã de Ghislaine, Isabel, é “Pioneira em Tecnologia” no World Economic Forum.

Parece que Ghislaine/Epstein e seu esquema de pedofilia e chantagem foi provavelmente projetado para controlar pessoas no poder e grande influência para nos aproximar de um governo mundial, tecnocrático e socialista que Klaus Schwab está empurrando.

Veja a página do WE FORUM com o perfil de Isabel Maxwell.


Ainda temos China, Joe Biden. Bill Gates, McCain... Deixarei para a parte 2.

Um plano diabólico está sendo colocado em prática diante de nossos olhos. Precisamos compreender o que está acontecendo e os agentes envolvidos no "Great Reset".