• Shock Wave News

Imprensa elege Biden como novo presidente dos EUA


Joe Biden é eleito presidente dos Estados Unidos, projeta imprensa americana; vitória na Pensilvânia levou Biden a 273 votos no Colégio Eleitoral, três a mais que o necessário para se eleger presidente


CNN, MSNBC e Associated Press declararam a vitória de Biden às 11h28, poucos minutos antes dos advogados do presidente Trump falarem em uma entrevista coletiva sobre a contestação de votos na Pensilvânia.


A Fox News finalmente seguiu o anuncio às 11h40.

A Associated Press declara Joe Biden o vencedor de uma campanha exaustiva para a presidência americana. Ele vai liderar uma nação polarizada por meio de uma colisão histórica de crises de saúde, econômicas e sociais.

Joe Biden agradece a imprensa por ter declarado sua vitória contra Donald Trump.


No momento da decisão, o presidente Trump passou a manhã de sábado em seu campo de golfe em Sterling, Virgínia, provavelmente para jogar golfe em uma tarde ensolarada de outono.


O presidente emitiu a seguinte declaração por meio de sua campanha:


Todos nós sabemos por que Joe Biden está se apressando em fingir que é o vencedor e por que seus aliados da mídia estão se esforçando tanto para ajudá-lo: eles não querem que a verdade seja exposta. O simples fato é que esta eleição está longe de terminar. Joe Biden não foi certificado como o vencedor de nenhum estado, muito menos de nenhum dos estados altamente contestados para recontagens obrigatórias, ou estados onde nossa campanha tem desafios legais válidos e legítimos que poderiam determinar o vencedor final. Na Pensilvânia, por exemplo, nossos observadores legais não tiveram acesso significativo para assistir ao processo de contagem. Os votos legais decidem quem é o presidente, não a mídia.
A partir de segunda-feira, nossa campanha começará a processar nosso caso no tribunal para garantir que as leis eleitorais sejam totalmente mantidas e o vencedor legítimo esteja sentado. O povo americano tem direito a uma eleição honesta: isso significa contar todas as cédulas legais, e não contar nenhuma cédula ilegal. Esta é a única maneira de garantir que o público tenha plena confiança em nossa eleição. Continua sendo chocante que a campanha de Biden se recuse a concordar com este princípio básico e queira que as cédulas sejam contadas mesmo que sejam fraudulentas, fabricadas ou lançadas por eleitores inelegíveis ou falecidos. Apenas uma parte envolvida em irregularidades manteria ilegalmente os observadores fora da sala de contagem - e então lutaria no tribunal para bloquear seu acesso.

Então, o que Biden está escondendo? Não vou descansar até que o povo americano tenha a contagem de votos honesta que merece e que a democracia exige. - Presidente Donald J. Trump
Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo