• Evandro Pontes

Inauguration Day


Inauguration Day é a data solene pela qual a "Cerimônia de Posse" ao cargo de Presidente dos Estados Unidos da América ocorre.


Para o próximo mandato (term), a data deverá ter lugar no próximo dia 20 de janeiro.


Desta forma, estamos a exatos 50 dias da transferência do poder nos EUA (se é que vai ocorrer "transferência").


Já se passou um mês inteiro desde a data para votação presencial foi marcada: logo, 30 dias passados, 50 pela frente entremeados por Natal e Ano Novo.


As denúncias de fraude se avolumaram, mas até agora, nenhuma denúncia foi convolada em resultados judiciais relevantes em favor de Trump e dos Republicanos.


Há um absoluto silêncio do lado Democrata: Biden e Kamala simplesmente estão "sumidos" e o tema da "transição" não vem sendo ventilado com o vigor de outros mandatos.


Esse sumiço de Biden é assintomático e bastante estranho.


Do lado de Trump, a pressão cresce com as incertezas: conforme dito há semanas, não se vêem as denúncias serem convertidas em provas judiciais cabais. O segredo todo (tecnicamente falando) está na habilidade em transformar os fatos narrados em provas (evidences) dentro do padrão bayond any reasonable doubt (acima de qualquer dúvida razoável).


Com o passar do tempo, essa incerteza jurídica favorece a certeza decantada por Biden e pela imprensa amiga que o apoia: no dia 20 de janeiro, se estiver vivo, é a mão dele que estará sobre a Bíblia diante do CJ Roberts, jurando defender a Constituição contra todos os inimigos da nação.


Trump e seus apoiadores não podem esquecer que aos olhos de Biden, eles são também "inimigos da nação"...


Preparem-se para o pior.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo