slider-1.png
  • Shock Wave News

Líder da igreja mexicana acusado de comandar rede de pedofilia


Getty Images

O líder de uma igreja cristã fundamentalista mexicana que possui mais de 1 milhão de seguidores em todo o mundo foi preso em Los Angeles sob a acusação de tráfico de pessoas, estupro infantil, pornografia infantil e outros crimes, disseram as autoridades.


Naasón Joaquín García, chefe da La Luz Del Mundo, foi acusado na terça-feira junto com um grupo de outros afiliados da organização religiosa internacional por crimes perturbadores contra três meninas e uma mulher, anunciou o procurador-geral da Califórnia, Xavier Becerra.


García, 50, e três co-réus - Alondra Ocampo, Azalea Rangel Melendez e Susana Medina Oaxaca - supostamente cometeram 26 crimes no condado de Los Angeles entre 2015 e 2018 enquanto lideravam o La Luz Del Mundo, segundo informações.


Os promotores acusam García e seus co-réus supostamente coagido menores a praticar atos sexuais, dizendo-lhes que se eles fossem contra qualquer um dos desejos ou vontades de García como “o apóstolo”, eles estavam desafiando a Deus.


De acordo com a queixa criminal de 19 páginas apresentada ao Tribunal Superior do Condado de Los Angeles, as vítimas foram forçadas a realizar “danças de flerte” para García usando “o mínimo de roupa possível”.


Depois que terminaram as danças, García “fez um discurso sobre um rei que tinha amantes e afirmou que um apóstolo de Deus nunca pode ser julgado por suas ações”, diz a denúncia.


A denúncia, que afirma que uma criança e uma mulher foram estupradas, também acusa que Ocampo ordenou que as vítimas tirassem a roupa e se tocassem sexualmente enquanto Ocampo tirava fotos para enviar a García.


“Crimes como os alegados nesta denúncia não têm lugar em nossa sociedade. Ponto final ”, disse Becerra, acrescentando:“ Não devemos fechar os olhos à violência sexual e ao tráfico em nosso estado. No Departamento de Justiça da Califórnia, faremos tudo o que pudermos para prevenir e combater esses crimes hediondos para que nossas comunidades estejam seguras. ”


Garcia está detido em Los Angeles sob fiança de 25 milhões de dólares.


As autoridades dizem que García, Ocampo e Oaxaca foram presos na terça-feira, enquanto um mandado de prisão foi emitido para Melendez, que permanece foragido.


David Correa, porta-voz do La Luz Del Mundo, rejeitou as acusações, dizendo: “Negamos categoricamente essas falsas acusações ... Conhecemos García pessoalmente e ele é um homem honrado e honesto”.



Fonte: NY post