slider-1.png
  • F. Wronski

Líder do Chelsea Grin diz que não fará shows onde o passaporte sanitário seja obrigatório

O vocalista do Chelsea Grin, Tom Barber, informou aos seus promotores de shows que não participaria de nenhum show em que a vacinação contra Covid-19 seja exigida no momento da entrada.

Barber postou uma mensagem em seu Instagram deixando as coisas muito claras: "Se seu país ou estado exige que eu seja vacinado para fazer um show, não vou tocá-lo."


Nenhum outro membro do Chelsea Grin concordou ou discordou de Barber até o momento. Barber se juntou à banda em 2018 após deixar sua banda anterior, Lorna Shore.


A banda está programada para uma turnê no Reino Unido e na Europa neste inverno, onde requisitos estritos de vacinação foram colocados em prática.

Mais um artista saindo em defesa da liberdade. Lutando pelo que de fato o músico de metal e/ou Rock n Roll deve lutar, contra a tirania do estado. Parabéns pela atitude Tom Barber.