• Amandaverso

Mais uma testemunha alega fraude eleitoral na Pensilvânia.

Outra testemunha alegando fraude eleitoral na Pensilvânia se apresentou nos últimos dias para dar seu relato de como a eleição está sendo roubada do povo americano.


Um motorista do USPS denunciou a fraude eleitoral na semana passada, alegando que dirigiu um caminhão de cédulas entre estados, apenas para descobrir que elas desapareceram misteriosamente.


Em novembro, uma audiência foi organizada pelo Comitê da Maioria do Senado da Pensilvânia, liderado pelo Senador Estadual Doug Mastriano, para revisar alegações de fraude eleitoral e irregularidades eleitorais na comunidade.


Várias testemunhas compareceram pessoalmente para descrever as irregularidades de votação que testemunharam, uma vez que foram impedidas de acesso significativo ao processo de votação.


“Os republicanos foram uniformemente proibidos, mantidos de fora, colocados em rampas como se fossem vacas para impedi-los de ver as cédulas”, explicou Giuliani, advogado de Trump que participou da audiência.


Outras testemunhas explicaram que milhares de cédulas foram contadas em segredo, pois foram mantidas fora da sala.


Leah Hoopes, do condado de Delaware, Pensilvânia, disse que trabalhou como pesquisadora por três dias consecutivos quando os resultados chegaram. “O que preocupou foi a sala dos fundos, que não tinha observadores, nem linha de visão ou transparência no processo. Não houve cooperação, resistência total desde a noite da eleição até todos os dias seguintes”, disse ela.


Hoops disse que ela e outras pessoas se sentiram intimidadas por se manifestar e assinar declarações sobre suas preocupações com a eleição.


“Arriscamos nosso pescoço, fomos intimidados, ameaçados de bullying, passamos incontáveis ​​horas longe de nossas famílias, amigos e empregos”, disse ela durante a audiência.


Com informações do Breitbart e InforWars.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo