• Evandro Pontes

Manual de Redação e Estilo do MDH

Capítulo sobre tempos verbais: futuro do presente do indicativo e presente do indicativo.


Vamos dar alguns exemplos do emprego do FUTURO DO PRESENTE DO INDICATIVO.


Esse tempo verbal expressa uma ação que NÃO EXISTE e que pode ou não ocorrer no futuro. É normalmente usado por profetas, caloteiros, candidatos a cargo eletivo e outras funções que demandam uma PROMESSA DE AÇÃO.


*Contará

futuro do verbo CONTAR -> qual seja, não conta com nada ainda, mas em futuro incerto e não sabido, pode ser que venha a contar se a medida realmente funcionar.

*Permitirá

futuro do verbo PERMITIR -> hoje não permite e passado algum tempo, segue não permitindo coisa alguma.

*Trará

futuro do verbo TRAZER -> hoje o cadastro não traz coisa alguma. Seguimos aguardando para que ele traga todas essas informações pelo menos até o fim deste governo em 2022.

*Destinará

futuro do verbo DESTINAR -> policiais seguem a ver navios.

*Procurará

futuro do verbo PROCURAR -> simplesmente disse que ia procurar e não fez nada.

*VAI DESTINAR

Aqui há o uso de uma forma composta de futuro do presente: VERBO IR + INFINITIVO.

É um galicismo maroto com o mesmo efeito do nosso clássico FUTURO DO PRESENTE DO INDICATIVO. Nesse caso, disse que destinaria e não destinou.

*Será

*Receberá

futuro do verbo SER -> a violência em algum futuro incerto e não sabido deixará de ser tolerada. Por enquanto, a tolerância é o que mais se vê no MDH


futuro do verbo RECEBER -> o aplicativo receberia denúncias se existisse ou, se ao menos, o Disque100 funcionasse


In casu, as ações que recebem um tratamento gramatical projetado para o FUTURO são relacionadas a:

1. Famílias

2. Combate à pedofilia

3. Cadastro de bandido

4. Proteçao de policiais em combate

5. Enfrentamento da ideologia de gênero nas big techs Vamos agora aos exemplos de PRESENTE DO INDICATIVO e PRETÉRITO PERFEITO.


O PRESENTE DO INDICATIVO denota uma ação recém ocorrida ou em curso de ocorrência. É uma ação concreta e que já entrou no plano da existência. É normalmente usado por empresários e banqueiros e gente que é cobrada por RESULTADOS EFETIVOS.


Nesse caso o melhor emprego gramatical possível se dá pelo uso do PRETÉRITO PERFEITO, que denota ação totalmente concluída.


Vejamos:


*Receberam

pretérito perfeito do verbo RECEBER -> qual seja, JÁ CAIU NA CONTA DOS ÍNDIOS.


*Abre

presente do indicativo do verbo ABRIR -> Ministra anuncia vagas que já se encontram abertas. Não é algo que ainda vai acontecer no futuro - está ocorrendo no ato em que a ação é anunciada.


*Recebem

Presente do indicativo do verbo RECEBER -> idem ao anterior: no ato em que a entrega de terras é anunciada, a formalização de entrega é feita. Tanto é que nas letras menores o texto esclarece que a "Comunidade Caiana dos Crioulos RECEBEU POSSE...".


*Distribui

Presente do indicativo do verbo DISTRIBUIR -> qual seja, no ato do anúncio a entrega desse material é feita para as tais "comunidades tradicionais" (?!...).


*Entrega

presente do indicativo do verbo ENTREGAR -> qual seja, já foi...


*Recebe

presente do indicativo do verbo RECEBER -> qual seja, já foi... carro zero já está a serviço do Soviete no Amapá.



*CONVIDA (para formalização, logo: FORMALIZA)

Nesta hipótese o responsável pelo marketing digital foi mais astuto, escondendo o PRESENTE DO INDICATIVO do verbo FORMALIZAR atrás de um CONVITE em ação (convidar...). Todos sabemos que essa ação feminista foi de fato implementada.


In casu, todos os empregos verbais em PRESENTE DO INDICATIVO ou PRETÉRITO PERFEITO são ações relacionadas a:

1. Feminismo

2. Feminismo, feminismo...

3. Equipagem de um SOVIETE.


Esses são apenas exemplos. Há muito mais casos. E todas as ações que envolvem o PRESENTE DO INDICATIVO ou o PRETÉRITO PERFEITO dizem respeito a: ÍNDIO

QUILOMBOLA

LGBT

FEMINISTAS

SOVIETES

PRESIDIÁRIO


Para esses Dilmares FAZ! O MDH está 100% a disposição deles.


FAMÍLIA, CRIANÇA, IDOSO, POLICIAL - Dilmares e o seu Ministério PROMETEM FAZER UM DIA SABE-SE LÁ QUANDO....


Portanto, levando em consideração apenas o aspecto das evidências apresentadas pela linguagem de marketing utilizada, Dilmares está:

1. Como política, atendendo FEMINISTAS e SOVIETES

2. Como candidata, apelando para as famílias, idosos, crianças e policiais em ação.



Não preciso aqui lembrar da absoluta priorização com ótimos resultados obtidos no CNJ de ações voltadas para a população carcerária LGBTIXYZ+*%#¥£€.


Nem mesmo vou lembrar aqui que não há uma ação sequer voltada para o combate do tráfico humano e tráfico de órgãos.


Mas as ações da pasta da Diretora que ate pouco tempo atrás fazia live com o cara que ESCARROU na cara do Bolsonaro; essas vão MUITO BEM,


“Obrigade”.


Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo