• Michel Barcellos

Menino do Acre


Foto: Arquivo Wix

Era uma vez um menino do Acre que não queria trabalhar. Seu nome era Karl Marx da Silva. Sua mãe o mandava trabalhar, ao que ele respondia: “Não posso, estou escrevendo um livro”.


Um belo dia, Karl Marx da Silva sumiu. Seu amigo, Friedrich Engels dos Santos, disse à mãe de Karl que ele havia morrido e que ela deveria publicar sua obra, Capital Inicial, um livro de filosofia barata pelo qual ensinava matemática horrivelmente, de forma que quaisquer valores que se somasse – v. g.: 1 + 10 + 153.986 – teria como resultado o número zero. E isso era prova cabal de que a sociedade não evoluiu nem enriqueceu nada em toda a sua história e hoje vivemos no mesmo patamar de conforto da época das cavernas e, por causa disso, deveríamos todos abolir a carne e produtos de origem animal.


Após quase cinco meses, Karl Marx da Silva volta para casa. Tudo tinha sido apenas estratégia de marketing com o objetivo de “estimular as pessoas a adquirirem conhecimento”, disse ele.


Mesmo com o livro publicado, o jovem Karl Marx da Silva não queria trabalhar. Um belo dia, resolve ir a um rodeio em Frederico Westphalen-RS, onde conhece a moça com quem iria se casar, a Geni.


Após o casamento, Geni e Karl tiveram muitos filhos, mas mesmo assim, o progenitor da família Silva não queria trabalhar. Então, seu amigo Friedrich Engels dos Santos o sustentava, contanto que continuasse escrevendo seus brilhantes livros.

Em um caso extraconjugal com Padmé Amidala de Sousa, Karl Marx da Silva tem um filho, que chama de Adolf Hitler de Sousa. Silva pede a Padmé que mantenha em segredo sua ligação com o filho, para não arruinar seu casamento, mas garante que ele tenha uma ótima educação, baseada nos próprios ensinamentos do pai. E logo que acabava de escrever um livro, Karl o mandava para seu filhinho Adolf.


Dos filhos legítimos cabe destacar dois: Vladimir Lenin da Silva, que juntou os estados do Amazonas, Pará, Tocantins, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e fundou a maior potência socialista do mundo: a União Rural Silvestre Soviética – URSS; e Josef Stalin da Silva, seu sucessor no controle da URSS, e que sem saber veio a entrar em guerra com o próprio irmão.


Adolf Hitler de Sousa também se destacou muito no socialismo. Mudou-se para Santa Catarina e se elegeu presidente da Assembleia Legislativa, pelo Partido Nacional Socialista. Com a morte por câncer do governador, Sousa caiu o avião do presidente do Tribunal de Justiça, o Desembargador Albino e, acumulando os três poderes do estado, se declarou o Führer e já saiu anexando Rio Grande do Sul e Paraná à sua nação, que ele chamou de Reich, ou Império, em português.


Em virtude da agressividade de Sousa, Josef Stalin da Silva resolve fazer um pacto de não agressão entre as duas nações, já que ambas eram socialistas e Josef fornecia armas para Adolf.


Com a ascensão de Sousa, seu pai resolve aparecer e dizer que na verdade o Império era dele e convida Adolf para juntar-se a ele. Karl explica a Adolf que o Império era seu, pois tudo o que Adolf sabia tinha vindo dele. Diante das negativas, Karl resolve finalmente revelar-lhe a verdade:


— Padmé nunca lhe disse o que aconteceu com o seu pai?

— Ela me disse o suficiente, que foi você quem matou ele.

— Não. Adolf, eu sou seu pai!

— Não... não! Não é verdade. Isso é impossível!

— Busque nos seus sentimentos, você sabe que isso é verdade.

— Não... NÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOO


Ao tomar conhecimento da verdade, Sousa passou a detestá-la com todas as forças, declarando em todas as redes sociais que odiava Karl Marx da Silva. Ainda irado, percebeu que havia sem querer feito um acordo com seu meio-irmão, Josef e decidiu que iria trair o pacto de não agressão.


Começou prendendo todos que não fossem parecidos com ele em campos de concentração, vestindo pijamas listrados. Após isso, matou todos seus inimigos políticos, mesmo os socialistas – aliás, seu irmão Josef fez a mesma coisa na União Rural. Os que restaram livres no Reich, Adolf inflou-os de ódio e colocou-os para invadir a URSS.

Apesar do imenso território, a população da União Rural Silvestre Soviética era muito dispersa e, ao perceber que estava tendo seu território invadido, Josef Stalin da Silva mandou a população recuar para o norte. Estratégia que levou o exército do Reich ser devorado por jacarés quando passavam pelo Pantanal.


Quando perdeu a guerra, Adolf Hitler de Sousa twittou: “Eu odeio Karl Marx da Silva” e sumiu. Dizem que foi para a Argentina.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo