• Bruna Lima

Nhonho: "maioria do DEM prefere Luciano Huck a João Doria"

Afirmação do presidente da Câmara dos Deputados sobre preferências da sigla repercutiu nas redes sociais


Imagem: Tânia Rego/Agência Brasil


Rodrigo Maia (DEM-RJ), popularmente conhecido como Nhonho, deu com a língua nos dentes em entrevista concedida à revista (des)Veja no último domingo (08). Ele disse que a maioria do seu partido, o Democratas, prefere o apresentador Luciano Huck ao atual governador de SP, João Doria, para concorrer ao pleito presidencial em 2022.


"O Doria quer, o Luciano Huck quer. O que eu estou dizendo é que ninguém vai fazer um grande movimento enquanto não entender qual vai ser o caminho do governo nos próximos dois anos. Conversa tem, mas nada vai acontecer até março do ano que vem".


Huck ainda não decidiu se concorrerá e Maia disse que "Luciano só vai fazer um movimento mais claro quando olhar o que vai acontecer com o governo nos próximos seis meses". No entanto, o apresentador têm conversado com o ex-ministro e atual blogueiro do Antagonista, Sergio Moro, para uma possível formação de chapa, na qual ainda não se sabe quem será o titular e o vice.


As declarações do presidente da Câmara dos Deputados repercutiram nas redes sociais, uma vez que o DEM é considerado um partido-satélite, de apoio, ao PSDB, sigla do "calça atochada", que não se contenta com o cargo de chefe do Executivo paulista e tem se portado como se fosse o presidente da República, desde o início de 2019, em clara intenção enfraquecer a autoridade de Jair Bolsonaro e, em breve, ocupar seu cargo.


Nhonho também aproveitou a oportunidade para se vitimizar e, ao ser questionado sobre seu papel na economia brasileira do cenário pós-vírus chinês, ele respondeu: "Eu tenho o meu limite, porque não sou da base do governo. Meu partido não está na base e, mesmo tendo votado tudo até agora, eles não me consideram um aliado para resolver os problemas. Agora, faço o que posso".

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo