slider-1.png
  • Samuel Right

O Pré-Julgamento Esquerdista dos "Direitistas"



Por Samuel Right.

(Publicado por Samuel Right no dia 06 de Setembro de 2021 em theoutputmedia.blogspot.com)


Algo que tenho escutado ao 4 ventos ultimamente em relação ao que escrevo e exprimo em podcasts: concordo com muito que você fala! Mas se você não votar em Jair Bolsonaro e votar nulo, é ir contra o "sim sim ou não não" da bíblia (deixando ali uma indireta de que estaria pecando) e que não teria o direito cobrar ninguém, pois teria negado esse direito não escolhendo um lado.


Primeiro: o princípio da democracia é justamente você escolher quem te represente, coisa quem nem Bolsonaro, Lula ou qualquer outro centrista ou esquerdista conseguem fazer, pois não me representam. Segundo: como pago os meus impostos, tenho sim o direito e o prazer de cobrar qualquer um que se intitule "membro do estado". Porém, como a cultura do sistema domina uma boa parcela da mente dos brasileiros, minha escolha parece ferir algum preceito moral, até mesmo espiritual. Ora, para ser conservador e cristão é obrigatório ser bolsonarista? Não lembro de Roger Scroton ou Jesus se referindo a isso. Talvez estivessem equivocados e os monges "zóio verdes" do Twitter saibam mais. Terceiro: quem se encontra errando de forma constante na questão do ''sim sim ou não não" é o chefe do executivo, afinal, se alinhou com os centristas, ou seja, o povinho que não desce para nenhum lado do muro e se mantem neutros perante a tudo, assim permitindo que uma agenda demoníaca se mova a 1000km/h. Eu pelo contrário, permaneço integro perante meu Deus e em minhas posições. Votar em Jair Bolsonaro é apoiar essa "neutralidade".


É complicado lidar com quem analisa somente as críticas de alguém para já definir um rotulo genérico, no modus operandi esquerdista, do que de analisar suas ideias e posições, tirando aí de fato uma conclusão se a pessoa é um salafrário ou alguém decente, coisa que esse pré-julgamento não discerne. Como citei antes em um artigo sobre ideologias, não é do interesse da agenda partidária o questionamento da mesma. Sempre na visão dos fiéis ela estará certa e você errado por questiona-la.


Isso demonstra o quão dizer algo obvio, nítido aos olhos de todos neste país, se equipara a um crime, uma ameaça contra o sistema. Isso é um sinal claro de que a corrupção da inteligência foi eficiente ao máximo. Se Jesus Cristo voltasse ao mundo e começasse a realizar seu ministério no Brasil, facilmente seria extremamente ofendido, acusado de "petista" ou de "facista" e crucificado em questão de dias.


(Publicado por Samuel Right no dia 06 de Setembro de 2021 em theoutputmedia.blogspot.com)

1 comentário