• Shock Wave News

Operação Verde Brasil 2: Proteção do Gigante Verde

Com resultado três vezes maior do que em 2019, a Operação Verde Brasil 2 é prova incontestável de que o Governo Federal não mede esforços para proteger seu GIGANTE VERDE. Desde maio, integrantes das Forças Armadas trabalham para combater os crimes ambientais na Amazônia Legal.


Foto: Agência Brasil

Quem diz que nada está sendo feito para proteger a maior floresta tropical do mundo, ignora que:

173.668 m³ de madeira ilegal apreendidos

175 autos de prisão em flagrante delito

7.028 focos de incêndio combatidos

3.404 multas aplicadas


“Com essa intensificação das ações nos últimos dias, nós passamos dos R$ 440 milhões para R$ 520 milhões, ou seja, 15% a mais de multas aplicadas. As Forças Armadas, de forma integrada com as agências de segurança públicas e também com as agências ambientais, têm trabalhado muito forte para que esses resultados sejam alcançados”, disse o Almirante Fuzileiro Naval Carlos Chagas.

Segundo ele, nesta operação, os resultados superam os resultados obtidos na Verde Brasil 1, realizada no ano passado. “Os resultados da Verde Brasil 2 superam em mais de três vezes os resultados da nossa Verde Brasil 1, do ano passado. Então, o prognostico é bom. Um dos grandes diferenciais dessa operação, realmente é a integração”, acrescentou Carlos Chagas.


Para o vice-presidente e presidente do Conselho Nacional da Amazônia, Hamilton Mourão, a Verde Brasil é um exemplo de que o Brasil está cuidando da Amazônia.  “Eu ressalto o trabalho e empenho de todas as equipes que estão no terreno integrando a operação Verde Brasil 2. Eu não tenho a mínima dúvida que esse esforço e obviamente a cooperação de todas as pessoas que residem na Amazônia vai se refletir numa redução dos ilícitos ambientais, sendo isso a melhor resposta que o Brasil pode dar à comunidade internacional e às demais pessoas que habitam o nosso país”, disse.

O vice-presidente informou que, na semana passada, teve reuniões para tratar da questão da regularização fundiária na região. “E espero, dentro em breve, transmitir notícias positivas para todos aqueles que anseiam em receber o seu título de terra e, a partir daí, terem condições de acesso a financiamento e, obviamente, à assistência técnica rural. Com isso, aumentando a sua produtividade”, disse Mourão.

E reforçou a importância de todos serem vigilantes e denunciarem focos de incêndio na região. “Para informar sobre incêndio, ligue 193 para os Bombeiros, e, para queimadas rurais, denuncie no 09800618080 e pelo nosso aplicativo Guardiões da Amazônia”.


A Operação Verde Brasil 2 que começou em 11 de maio está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública.


Onze organizações atuam em parceria com as Forças Armadas na Operação Verde Brasil 2. São elas: Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio); e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Também fazem parte da operação o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); a Fundação Nacional do Índio (Funai); Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal; Agência Brasileira de Inteligência (Abin); o Serviço Florestal Brasileiro e a Agência Nacional de Mineração.


Fonte: Governo do Brasil

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo