slider-1.png
  • Alexandre Nagado

Os Pilares da Independência do Brasil

Evandro Pontes investiga e analisa os nomes e fatores primordiais por trás da proclamação da independência.

Ao longo de muitos anos, tornou-se recorrente nas escolas brasileiras que os professores de História se refiram à família real portuguesa de maneira jocosa. Ficou comum ouvir de professores sobre os hábitos pouco educados à mesa de D. João VI, sobre a baixa cultura e o alto apetite sexual de D. Pedro I e, cereja do bolo, ouvir que o famoso Grito do Ipiranga teria sido dado sobre um burrico (e não um elegante cavalo), precedido de uma crise de diarreia por parte de Dom Pedro. Tudo, de certa forma, parece contribuir para a inexistência de heróis clássicos e formadores do imaginário brasileiro nos tempos imperiais.


Decidido a oferecer um contraponto às narrativas depreciativas e a dar sua contribuição para o debate histórico, o advogado, professor e escritor Evandro Pontes desenvolveu uma extensa investigação que agora vem a público na forma de um livro. Fruto de anos de pesquisa, Os Pilares de Independência apresenta dados biográficos de Dom João VI, Dom Pedro I, Dna. Leopoldina e o Convento de Santo Antônio, no Rio de Janeiro. Segundo o autor, estes seriam os Quatro Pilares da Independência. O livro traz ao conhecimento do leitor detalhes pouco conhecidos, liga fatos pouco valorizados pela maioria dos historiadores e oferece uma renovada visão aos acontecimentos que culminaram na independência do Brasil. E tudo isso amparado por consultas a documentos e a um extenso material de pesquisa e referência.


A versão impressa pode ser comprada no site da Fundação Alexandre de Gusmão, mas a versão digital está disponível gratuitamente para download. O livro integra a coleção "Bicentenário: Brasil 200 anos – 1822-2022".


- Versão digital em PDF, ePUB e .MOBI:

http://funag.gov.br/biblioteca-nova/produto/1-771


- Versão impressa: http://funag.gov.br/loja-nova/produto/1-771


- Confira o vídeo de lançamento do livro: