• Evandro Pontes

Perseguição aos Católicos - STF julga Porta dos Fundos




O Ministro Gilmar Mendes, presidente da 2a Turma do STF e relator do Caso envolvendo restrições ao filme da trupe "Porta dos Fundos", em que Cristo é satirizado como alguém com tendências homossexuais e toxicômanas, foi liberado para julgamento e incluído na pauta de hoje da 2a Turma.


O caso está parado por conta de uma liminar baixada em decisão monocrática pelo Ministro Dias Tofolli.


Este é mais um passo na cruzada anti-católica (revestida de anti-cristã) que o Poder Judiciário vem travando neste ano. Após o julgamento no TSE da tese do "abuso do poder religioso", o STF irá definir se a invectiva do Porta dos Fundos é permitida por lei.


Esse é o mesmo STF que no início do ano, no afã de "proteger" religiões "afro", abriu exceção na própria proibição de tratamento cruel dos animais em eventos como a "farra do boi": se o tratamento cruel for para se fazer macumba, o STF entende que a macumba deve ser protegida constitucionalmente e a mesma proibição que recaiu sobre a "farra do boi" não se aplica em caso de macumba.


"Sempre presuma macumba".

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo