• Shock Wave News

Pesquisa mostra Trump liderando na Pensilvânia

Uma nova pesquisa da Overland/American Greatness mostra o presidente Donald Trump com uma vantagem de dois pontos sobre o democrata Joe Biden.


Parece que os comentários antifracking de Biden estão começando a prejudicar sua campanha presidencial.


A repórter da CNN Vanessa Yurkevich viajou para o estado da Pensilvânia na semana passada e conversou com os eleitores sobre os comentários de Biden sobre a eliminação do fracking.


Yurkevich disse que a maioria das pessoas com quem ela falou dizem que estão votando no presidente Trump e o fraturamento é a razão.


Yurkevich diz que os proprietários de negócios com os quais ela conversou dizem que não sobreviverão sem fraturamento hidráulico e sentem que Biden está sempre pensando no que fará com o fraturamento.


Trump foi mais claro sobre como manter o fracking funcionando com regulamentações mínimas, como disse um empresário.


Observe que a repórter da CNN afirma que Biden “esclareceu sua posição” sobre o fraturamento hidráulico desde seus comentários no debate, alegando que ele só deseja proibir o fraturamento em terras públicas.


Mesmo se isso fosse verdade, qualquer pessoa imparcial saberia as verdadeiras intenções de Biden se ele algum dia assumisse o cargo.


Veja:

Trump tem feito campanha em toda a Pensilvânia.


Em várias paradas, Trump retratou o fraturamento hidráulico como uma questão de “importância existencial” para a Pensilvânia.

Ele mencionou isso no topo de seus ralis. Ele voltou a ela várias vezes durante seus comentários.


O foco direto no fracking - um processo que injeta líquidos no solo em extrema pressão para extrair óleo e gás de formações rochosas - é uma estratégia que a campanha de Trump intensificou nos últimos dias.


“Biden confirmou seu plano de abolir toda a indústria de petróleo dos EUA”, disse Trump.


“Isso significa sem fraturamento, sem empregos, sem energia para as famílias da Pensilvânia”, acrescentou Trump.


Com seus 20 delegados, a Pensilvânia é um dos "Swing States" que determinará quem ganhará as eleições de 2020.



Fonte: Overland/American Greatness