• Bruna Lima

PF e Polícia Civil de SP identificam infiltrações do PCC na gestão pública

Criação de empresas fantasmas facilitariam a obtenção de contratos em mais de dez municípios


Imagem: Divulgação


Investigação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Civil de São Paulo identificou ações de infiltração da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) na gestão pública, até o momento, em menos três estados: Minas Gerais, São Paulo e Paraná.


O esquema se dava pela criação de empresas fantasmas que eram usadas para a obtenção de contratos públicos e infiltração nas administrações públicas municipais. Só no estado paulista, há indícios de que prefeituras de nove cidades (ainda não divulgadas) eram alvos da organização criminosa.


Segundo os investigadores, os contratos teriam, ao menos, dois objetivos: ajudar na criação de empresas para a lavagem de dinheiro do tráfico e o desviar recursos públicos para a organização criminosa.


Os policiais também informaram que um dos traficantes paga cerca de R$ 1 milhão por ano a um ministro, cuja identidade e tribunal não foram revelados, em troca de benefícios na Justiça.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo