slider-1.png
  • Amandaverso

Polônia e Lituânia são alvo de ataque cibernético com intenção de minar a OTAN

Os governos polonês e lituano afirmam ter sido alvo de um ataque cibernético de desinformação que parece ter como objetivo minar as relações entre os dois aliados da OTAN. Um oficial do governo polonês, Stanislaw Zaryn, disse que a Rússia parecia ser a culpada, dizendo que o tipo de ataque se enquadra em um padrão recente de guerra de informação dirigida pelo Kremlin contra membros da Otan no flanco oriental da aliança. O ataque cibernético envolveu um comunicado de imprensa falso publicado na semana passada que afirmava ter sido emitido por guardas de fronteira da Lituânia. A declaração fabricada disse que um diplomata polonês foi pego contrabandeando narcóticos, armas de fogo, explosivos e materiais extremistas para a Lituânia, disse Zaryn, porta-voz do chefe dos serviços de segurança da Polônia. O Ministério das Relações Exteriores da Lituânia disse que “trabalhou em coordenação com outras instituições lituanas responsáveis ​​e determinou que se tratava de um ataque de ciberinformação complexo”. Acrescentou que “tem havido um aumento nos ataques de ciberinformação com o objetivo de minar a relação amigável entre a Lituânia e a Polônia, e para acender a discórdia”. Em um comunicado à Associated Press, Zaryn disse que o hackeamento também envolveu uma conta falsa do Facebook que fingia pertencer a um oficial polonês regional que espalhava a “notícia” em polonês. “A forma como o ataque foi realizado, o fato de ter como alvo as relações entre a Polônia e a Lituânia e o fato de ter sido mais uma campanha cibernética desse tipo nos permitem concluir que a Rússia pode ser a culpada”. Zaryn disse.


Com informações da Associated Press e Breitbart.