slider-1.png
  • Shock Wave News

Professora, nascida sem braços ou pernas, foi indiciada por pedofilia





Uma ex-professora famosa no condado de Greenup, nascida sem braços ou pernas, foi indiciada por crimes sexuais infantis (pedofilia).


O oficial de relações públicas do Posto 15 da Polícia do Estado de Kentucky, Shane Goodall, confirmou que Mariah Scott, 29, de Raceland, foi indiciada no condado de Greenup por uso proibido de um sistema de comunicação eletrônico para obter um menor para sexo e duas acusações de transação ilegal com um menor.


Scott nasceu com a síndrome Tretra-amelia, resultando em ela não ter braços ou pernas, e foi celebrada na imprensa local e regional em 2018 após se tornar a primeira pessoa do Kentucky a receber um braço robótico.


A Polícia Estadual de Kentucky começou sua investigação sobre Scott depois de receber uma reclamação de que ela estava tendo um relacionamento impróprio com um aluno que teve em sua classe no ano passado. Durante o inquérito, investigadores da polícia estadual descobriram mensagens de texto inadequadas entre o aluno e Scott, bem como que o suspeito teve contato físico ilegal com o aluno.


Scott anteriormente lecionou na Russell High School, mais recentemente foi assistente de professor na Russell Independent Schools.



(Foto cortesia do Ashland Daily Independent)