slider-1.png
  • Shock Wave News

Projeto obriga cotas de 10% das candidaturas ao Legislativo para pessoas LGBT

O Projeto de Lei 5220/20, obriga os partidos políticos a reservarem um percentual de 10% das candidaturas aos cargos do Legislativo a pessoas LGBT.


A sigla que dá nome ao seminário se refere ao movimento em defesa do direito à diversidade de orientações sexuais e de identidades de gênero. As letras representam lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, transexuais, e travestis, queer, intersexo, assexuais e outros grupos.


Pelo texto em análise na Câmara dos Deputados, a medida valerá para deputados federais, estaduais e vereadores. “Quanto mais diversificada a composição das casas legislativas, maior a possibilidade de representação dos mais diversos segmentos sociais existentes”, avalia o deputado e ex-ator pornô Alexandre Frota (PSDB-SP).​

Os autores do PL são: Sargento Neri , Coronel Telhada , Marcio Nakashima , Coronel Nishikawa , Adriana Borgo , Leticia Aguiar , Ed Thomas , Edna Macedo , Tenente Coimbra.


A enquete sobre o projeto pode ser acessada e votada AQUI.


Fonte: Agência Câmara de Notícias