• Shock Wave News

Reino Unido quer banir 5G da Huawei


O Reino Unido estuda proibir a instalação de equipamentos 5G da Huawei Technologies já em 2021 para apaziguar críticos que pressionam por mais restrições à fabricante chinesa, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto.


Parlamentares do Partido Conservador do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, exigem regras mais rígidas como parte do preço pelo apoio à legislação de segurança das telecomunicações, que deverá ser enviada ao Parlamento na próxima semana.


O projeto de lei dará ao Parlamento a oportunidade de obrigar as operadoras a substituírem equipamentos 5G bem antes da proibição geral ser aplicada em 2027. Quaisquer outras instalações de equipamentos da Huawei pelas operadoras acarretariam multas de até 10% das vendas ou 100 mil libras por dia (US$ 133 mil).


O governo já estabeleceu limites para empresas de telecomunicações – como BT, Vodafone e Three UK, da CK Hutchison – para a compra de equipamentos da Huawei, que devem entrar em vigor depois de dezembro. No entanto, ainda não há regras que impeçam as empresas de usarem equipamentos da Huawei já comprados, mas ainda não instalados.


As operadoras têm estocado peças fabricadas pela Huawei enquanto buscam alternativas. Impedi-las de usar essas peças armazenadas poderia aumentar seus custos, pois seriam forçadas a acelerar a renovação de suas redes, de acordo com pessoas a par dos planos das operadoras.


Segundo a nova proposta, a proibição poderia entrar em vigor já em setembro do próximo ano, disseram as pessoas, que pediram anonimato.

Um representante do Departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esportes do governo não fez comentários imediatos.


“Trabalharemos nos detalhes de quaisquer regras planejadas que restrinjam a aquisição ou implantação de equipamentos da Huawei”, disse um porta-voz da BT. “Gostaríamos de encorajar o governo a continuar a tomar decisões equilibradas e baseadas em evidências.”


O atual esboço do projeto de lei de telecomunicações concede ao governo amplos poderes para impor uma moratória contra a Huawei, mas deixa detalhes importantes a serem resolvidos depois e não menciona o nome da empresa chinesa, irritando conservadores que exigem compromissos mais específicos.


Os EUA fizeram campanha para que seus aliados banissem a Huawei, alegando que sua proximidade com o governo da China constitui um risco de segurança inaceitável, o que é negado pela empresa.


Sem a Huawei, as redes móveis do Reino Unido dependerão muito das rivais nórdicas Nokia e Ericsson. O governo deve publicar mais detalhes sobre a diversificação da cadeia de suprimentos 5G do Reino Unido nas próximas semanas.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo