• Amandaverso

Relatório: Nancy Pelosi pede aos democratas da Câmara que não se juntem ao governo Biden.

Conforme informações apuradas pelo The Western Journal, os membros democratas da Câmara dos Representantes estão sendo instruídos a não se juntarem a um potencial governo Biden como parte de uma estratégia para proteger a frágil maioria democrata na Câmara, de acordo com um novo relatório.


A mensagem para continuar em seus postos está sendo entregue pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e pelo líder da maioria, StenyHoyer, de acordo com o New York Post.


“Nancy está dizendo aos membros da Câmara: 'Agora não é hora de ir embora'”, relatou o Post, ao que foi dito por um “funcionário do Partido Democrata que foi informado por representantes democratas no congresso”.


Hoyer, de fato, disse à equipe de transição reunida pelo candidato democrata à presidência Joe Biden para não tirar partido dos democratas na Câmara, pois busca preencher cargos de administração.


Embora o presidente Donald Trump não tenha concedido o resultado projetado da eleição, Biden começou a formar uma equipe de transição com base em projeções de organizações de notícias de que ele ganhou a Casa Branca.


As vagas são preenchidas por eleições especiais, o que daria aos republicanos a chance de ganhar ainda mais assentos do que na eleição de 03 de novembro, quando o partido minoritário obteve pelo menos uma dúzia de assentos.


“O governo Biden tem que ser muito mais sensível a respeito de onde você vem se estiver olhando para os membros do Congresso”, disse o deputado democrata Gerry Connolly, da Virgínia, de acordo com o Politico. “Não podemos nos dar ao luxo de colocar nenhum assento em risco.”.


O deputado democrata Emanuel Cleaver, do Missouri, disse que uma Casa Branca de Biden recrutando democratas para a Câmara “não vai acontecer. Essa é a realidade política e a maioria das pessoas vai ver isso.”.


“Seria uma decisão estúpida colocar alguém de uma cadeira que viramos e perder em uma eleição especial. Não temos muitos assentos sobrando na Câmara e no Senado”, disse Cleaver.Durante uma recente ligação entre os democratas da Câmara, o tema de trabalhar para Biden foi discutido.


“Não adianta falar sobre isso”, disse um líder democrata na ligação, de acordo com o Post.


“O sentimento é: não tome decisões precipitadas sobre ir para o governo sem primeiro considerar as consequências para o caucus*”, disse uma fonte democrata.A fonte disse que os democratas acreditam que sua maioria é “muito fina”.O porta-voz de Pelosi, Drew Hammill, negou que ela esteja por trás de tal esforço.


“Isso é completamente falso”, disse Hammill. “O presidente quer a contribuição total dos democratas da Câmara para o mandato de Biden-Harris e para o futuro representado no governo.”


O senador democrata Chris Murphy, de Connecticut, disse que Biden deve escolher quem ele quiser.“Eu entendo que uma ou duas vagas podem fazer a diferença, mas se o presidente eleito Biden acha que há alguém no Senado que vai servi-lo bem e é a melhor escolha, então ele deve escolher essa pessoa”, disse Murphy. “Espero que o vice-presidente Biden peça aos membros do Congresso que preencham algumas vagas importantes”.


* Nos Estados Unidos designa-se por caucus o sistema de eleger delegados em dois estados, na fase das eleições primárias, na qual cada partido decide quem será o candidato desse partido à presidência dos Estados Unidos. Cada partido político reúne os apoiadores dos vários candidatos.


Com informações do The Western Journal e colaboração de Natan Dalla Rosa.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo