• Lucas Roveda

SEMIFINAIS NFL 2020-21!


As semifinais dos playoffs da NFL aconteceram neste final de semana: 16 e 17/01.

Sem surpresas, os favoritos nas casas de apostas venceram. Vamos fazer um resumo de todas as 4 (quatro) partidas que ocorreram:


Green Bay Packers 32 x 18 Los Angeles Rams


A melhor campanha da NFC na temporada regular foi do Green Bay Packers. Não à toa, estreou nos playoffs da NFL neste sábado, derrotando a forte equipe dos Los Angeles Rams por 32 a 18.

A partida, que contou com o retorno da torcida dos "cabeças de queijo" ao Lambeau Field após quase um ano, teve como destaque a lenda dos quarterbacks, Aaron Rodgers. O veterano de 37 anos acabou com a partida, com dois passes para touchdown e um outro anotado com as próprias pernas.

Os Packers, que tiveram o melhor ataque na temporada regular (31,8 pontos em média), enfretaram a melhor defesa da temporada (18,5 pontos cedidos em média). Mas Rodgers mostrou que o lado ofensivo conduzido por ele é superior ao setor defensivo dos rivais.

Green Bay agora enfrentará os Buccaneers na final da NFC, no domingo 24/01 às 17:05h (horário de Brasília), no Lambeau Field. Num duelo entre Rodgers e Tom Brady não podemos esperar nada menos do que um jogaço né?

Buffalo Bills 17 x 03 Baltimore Ravens


Um duelo mais equilibrado, dominado pelas defesas de ambos os times e com um dia de "pouca sorte", digamos, dos kickers. Levando em consideração o frio e o vento em Buffalo, não podemos critica-los.

Um dos melhores kickers da NFL, Justin Tucker, dos Ravens, conseguiu acertar a trave em duas oportunidades seguidas de Field Goal. Mais uma podia pedir música?

O destaque positivo da partida fica por conta da dupla Josh Allen e Stefon Diggs dos Bills, que juntos anotaram 2 TD. O outro TD da partida para a equipe de Buffalo foi um recorde para os playoffs da NFL: um TD de retorno de Taron Johnson, com 101 jardas, por conta de uma interceptação em cima de Lamar Jackson (que não viveu grande noite).

Com o resultado, os Bills enfrentam os Chiefs na final da AFC e vão até Kansas, no domingo 24/01 às 20:40h (horário de Brasilia), definir uma vaga para o Super Bowl LV

Kansas City Chiefs 22 x 17 Cleveland Browns


Os Chiefs passaram um sufoco contra os Cleveland Browns, muito pelo fato de Patrick Mahomes ter sofrido uma concussão no início do 3º período da partida e não ter retornado ao campo.

Foi um primeiro tempo dominante dos donos da casa, indo para o intervalo com um 19-3 no placar. Vale ressaltar um lance ocorrido no fim do primeiro tempo, onde Daniel Sorensen, safety dos Chiefs, forçou um fumble em cima de Rashard Higgins. A bola saiu pela endzone, o que resultou em um touchback com a posse de bola retornando para os donos da casa. Para alguns, uma defesa sensacional; para outros uma possível penalidade de Sorensen por contato ilegal do capacete. Cabe a discussão do lance e de rever essa regra que é MUITO cruel para o ataque.

Logo no retorno do intervalo Mahomes, que já estava mancando desde o primeiro período devido a um pisão não intencional de um adversário, sofreu uma pancada na cabeça em um tackle, e teve que ser amparado pelos companheiros para se levantar. Dali rumou ao vestiário onde foi constatada a lesão que o impediria de retornar ao jogo.

A partir daí o jogo ficou dramático para os Chiefs. O quarterback reserva, Chad Henne, sofreu uma interceptação em um passe, diga-se de passagem, horroroso, e acabou vendo os Browns diminuírem a diferença para apenas 5 pontos no placar. Mas na raça a defesa dos Chiefs se segurou bem até o fim do jogo e garantiu a classificação para a final da AFC pelo segundo ano consecutivo.


New Orleans Saints 20 x 30 Tampa Bay Buccaneers


O único time a vencer fora de casa nessa fase dos playoffs, o Tampa Bay, de Tom Brady, virou o jogo pra cima dos Saints no Mercedes-Benz Superdome, em New Orleans.

No confronto entre os dois quarterbacks com mais jardas e passes para touchdown em toda a história da NFL, Tom Brady venceu e, provavelmente, aposentou o veterano Drew Brees, mostrou porque é o "rei dos playoffs" e levou o Tampa Bay Buccaneers a final da NFC, fato que não ocorria com a franquia desde 2002-03.

O jogo foi equilibrado, principalmente nos dois primeiros períodos. O placar nos convence disso: 13-13 ao final do primeiro tempo.

No segundo tempo o jogo seguiu com muito equilíbrio. Os Saints até chegaram a liderar o placar no início do terceiro período, mas logo Tom Brady mostrou que os Bucs estavam famintos por essa vaga na final da conferência, dando mais um passe para touchdown e também anotando o seu, concretizando o placar de 30-20 para os Bucaneers.