slider-1.png
  • Samuel Right

Sistema: A Cultura do Brasileiro.




Por Samuel Right.


(Publicado por Samuel Right no dia 09 de agosto de 2021 em theoutputmedia.blogspot.com)


Hoje no meio "direitista" se debate muito sobre guerra cultural, claro, com toda aquela banalização envolta ao tema. Por exemplo, há o pensamento de que ocupando espaços no sistema atual podemos trazer a pauta de fato tradicionalista e cristã para implodi-lo. Este pensamento porém é extremamente equivocado, além de demonstrar a total ignorância da dita "direita" pela cultura em si e uma total falta de capacidade intelectual sobre a profunda e enraizada cultura do establishment no coração do brasileiro.


Se perguntar a qualquer pagador de impostos perambulando na rua sobre a atual política no combate ao vírus chinês, vacinas, feminismo, economia, ele dirá sem poupar folego de que "há um bom trabalho sendo feito pelas autoridades" e se o questiona-lo sobre sistema desumano vigente, ou levará um "facista!" ou "PTista!" na cara - se o cidadão for menos acalorado no momento, educadamente o chamará de "autoritário".


Analisando este panorama, percebe-se que a população se encontra extremamente programada e suscetível a atualizações de jargões, pensamentos genéricos e atitudes imbecis, dependendo do vento ideológico, sendo este claro, soprado pelos donos dos donos: o Centrão. Enquanto os neocons - o famoso "centrinho" bolsonarista como diz Evandro Pontes - defendem o aborto, identitárismo, ideologia de gênero, aumento do estado, economia socialista, a supressão dos valores e a supressão de sua própria liberdade para protegerem o seu Mito "porque senão o PT volta", os sociais-democratas (liberais) comandam o "Pão e Circo" (mais conhecido como "festa da democracia") para manter a plateia distraída e continuarem a usufruir de sua real autonomia existente neste país: a da política da malandragem.


Se iludir com essa estrutura que nos sufoca é um erro. Enquanto uma boa quantidade de mentes não entender a real necessidade de resgatarmos as reais raízes brasileiras e suas tradições, atuando por fora do lixo imundo secular produzido em Brasília, continuaremos a presenciar a imbecilidade coletiva comendo solta pelas ruas do país.


(Publicado por Samuel Right no dia 09 de agosto de 2021 em theoutputmedia.blogspot.com)