slider-1.png
  • Alexandre Nagado

THE ALFEE - Lendas do rock oriental

Atualizado: Abr 28


Masaru, Konosuke e Takamiy - THE ALFEE


A banda japonesa THE ALFEE é uma das mais antigas em atividade, não só em seu país, mas no cenário musical internacional. No início dos anos 70, o grupo começou como The Alfie e trilhou um longo caminho até o estrelato. Inicialmente uma banda de suaves canções folk, o grupo foi formado por Masaru Sakurai (baixo e voz), Konosuke Sakazaki (violão, voz e percussão), Yasuo Miyake (guitarra e voz) e Toshihiko Takamizawa (guitarra, violão, teclados e voz), também conhecido como Takamiy.


O primeiro álbum, Greenhorn, saiu em 1974, mas não chamou muito a atenção do público ou da crítica. Com um fiasco na estreia, o guitarrista Yasuo Miyake desistiu e seguiu sua vida. Os outros três continuaram perseguindo o sonho, tocando como músicos de apoio para outros artistas e fazendo contatos na indústria do entretenimeto. Em 1979, receberam outra chance e dessa vez foram bem sucedidos, conquistando um pouco de prestígio e conseguindo prosseguir com seu trabalho mais autoral. É dessa época a adoção da grafia oficial do nome como THE ALFEE.


Em 1983, o single "Marie-Anne" vendeu mais de 300 mil cópias logo de cara. No ano seguinte, "Hoshizora no Distance" ("A distância de um céu estrelado") vendeu mais que o dobro e aí o Alfee entrou para o primeiro escalão da música japonesa. O hit foi parte do álbum Renaissance, que marcou uma guinada para o rock, com Takamiy assumindo a liderança e explorando cada vez mais timbres, solos e efeitos com suas guitarras. Apaixonado pelo instrumento, ele tem uma coleção gigantesca, com mais de 500 guitarras; algumas bastante exóticas, como uma inspirada em Ultra Seven, outra em Godzilla e até uma com o Pato Donald, além de várias outras decoradas com temas de anjos.


Takamiy é frequentemente chamado para compor para outros artistas e ainda possui uma carreira solo onde faz um som mais pesado. Konosuke também já se envolveu em projetos paralelos, sempre ligado à música folk.

Takamiy e sua guitarra Godzilla,

que teve tiragem limitada.


O ALFEE mistura folk, hard rock, glam rock, influências de Beatles, Pink Floyd, Queen, Simon & Garfunkel, produz músicas para trilhas sonoras e não recusa serviço, sempre com muito profissionalismo. Já fizeram canções para franquias como Ultraman, Uchuu Senkan Yamato (Patrulha Estelar), Touch e Galaxy Express 999, além de trilhas para vários filmes para cinema e programas de TV.


Com frequência, dividem o palco com astros do passado e com jovens astros que em ascensão, tendo colecionado centenas de aparições em programas de TV. Apesar de ancorarem seus shows em clássicos da carreira, suas canções mais recentes têm ido direto para o top 10 de vendas no país, provando que continuam relevantes e renovando seu público.


O ecletismo do trio gerou o projeto THE ALFEE Classics (1990), no qual a Orquestra Sinfônica de Londres tocava músicas clássicas intercaladas com canções da banda. Em 1997, sua canção "Love never dies" ganhou versão oficial em português pela banda católica Vida Reluz. A música, bastante fiel à original, foi batizada como "Pare de resistir". Uma de suas grandes conquistas veio em 1999, quando fizeram um show histórico na Alemanha, como parte de um grande festival sobre a cultura japonesa.

Algo interessante a destacar é que eles não se levam muito a sério, mesmo com tantas canções épicas no repertório. Nos anos 80, eles assumiram uma outra identidade musical como a boys band BEAT BOYS e lançaram várias canções escritas por Takamiy com pegada dançante, bem açucarada. Já estavam meio velhos para posar de boys band, dançavam coreografias meio constrangedoras (mas sempre executadas com seriedade), se divertiram, ganharam ainda mais dinheiro e logo voltaram ao projeto principal. Até hoje, entretanto, canções dessa fase aparecem em shows.


Takamiy e Konosuke também tiveram o projeto Maracas Brothers, uma grande brincadeira com música latina. E finalmente, em 2016, lançaram o projeto The KanLeKeez, repleto de homenagens aos anos 60. O release que distribuíram dizia que eram a "banda mais idosa a estrear". Há anos, os três gravam uma série de programas chamada The Alfee Kitchen, no qual ficam cozinhando, bebendo cerveja e contando casos. Nos shows, brincam com a altura de Konosuke e até com o visual andrógino e espalhafatoso de Takamiy, um dos precursores do chamado Visual Rock. Nos shows e vídeos, muito humor de moleque em senhores que já passaram folgado dos 60 anos.


THE ALFEE, em todos esses anos, nunca ficou muito tempo em hiato de atividades e eles realmente parecem curtir estar juntos. Sua trajetória de persistência, amizade e profissionalismo é um testemunho de vida, o que só valoriza um repertório cheio de canções memoráveis.


1) Hoshizora no Distance

- Composição: Toshihiko Takamizawa e Ken Takahashi

2) Brave Love ~ Galaxy Express 999

- Composição: Toshihiko Takamizawa

(Tema de um especial para cinema do famoso animê criado por Leiji Matsumoto.)

3) Gate of Heaven

- Composição: Toshihiko Takamizawa

(Canção criada como se fosse um medley, no estilo do lado B do álbum Abbey Road, dos Beatles.)

4) Ichigatsu no Ame wo Wasurenai ("Não esqueço aquela chuva de janeiro")

- Composição: Toshihiko Takamizawa

(Preste atenção no dueto de guitarra e violão no final da canção. Coisa finíssima.)

5) THE ALFEE Medley (feat. Nogizaka46)

- Composição: Toshihiko Takamizawa e Ken Takahashi

Nota: A banda não possui canal oficial. Seus vídeos são compartilhados por fãs e é comum a gravadora pedir para tirar do ar. Isso porque ainda é forte no Japão o mercado de venda de CDs e DVDs/Blu-ray.


THE ALFEE está presente nas plataformas Spotify e Deezer.