• Amandaverso

Vaticano:"Nenhuma transmissão [on-line] é equiparável à participação pessoal ou pode substituí-la"

Usando seu direito de questionamento assegurado pelo cânon 212 do Direito Canônico, que autoriza o leigo a se manifestar, o advogado e professor Taiguara Fernandes entrou em contato com a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, dicastério(departamento) que tem por finalidade e competência, se ocupar de tudo que diz respeito a Sé Apostólica, a cerca da promoção e da regulamentação da liturgia e, em primeiro lugar, dos sacramentos.


O advogado compartilhou em seu Instagram um e-mail que recebeu do Vaticano sobre o fechamento das Igrejas.


Taiguara havia enviado uma carta à Roma em 22 de fevereiro, quando a Arquidiocese, antecipande-se ao Governo do Estado da Paraíba, proibiu as Missas.


Na última quinta-feira(11/03), ele compartilhou a resposta de Roma, enviada pelo Dr. Adelindo Giuliani, oficial da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, que encaminhou uma carta escrita pelo Cardeal Robert Sarah quando ainda era presidente deste dicastério, aprovada pelo Papa em 20 de setembro de 2020, que ordenou sua publicação.


A carta foi escrita ao Episcopado, para informar os Bispos ao redor do mundo qual o posicionamento da Igreja. Veja alguns trechos:



"Nenhuma transmissão [on-line] é equiparável à participação pessoal ou pode substitui-la". "O contato físico com o Senhor é vital, indispensável e insubstituível". "Se reconheça aos fiéis o direito de receber o Corpo de Cristo [...] sem limitações que vão além do previsto pelas normas higiênicas". E diz que os Bispos devem ser "firmes" para que as "autoridades públicas não reduzam a Eucaristia", pois "normas litúrgicas não são matéria sobre a qual possam legislar as autoridades civis".









Taiguara diz em sua rede social:


"[Quando escrevi, previ que o governador também proibiria, por causa da própria antecipação da Arquidiocese. Então, perguntei: "a Igreja deve agir por sua própria liberdade?" Roma falou que sim e que os Bispos devem ser firmes nisso.]
Alguns trechos estão acima.
Essa semana, a Arquidiocese proibiu Missas por mais 15 dias. Pode até fazê-lo, obedecendo ao Governo do Estado, mas não pode mais dizer que Roma aprova.
Lembramos que Santo Ireneu dizia: "é com essa Igreja de Roma que toda Igreja deve necessariamente concordar".
É o Papa ou o Governador.
Fim."

A carta completa foi disponibilizada pelo professor em seu Instagram. Leve-a ao seu Bispo e cobre a reabertura das Igrejas.

Adicionar um título (1).png

© 2020 by  ShockWave Radio.

Faça parte de nossa Newsletter e receba as últimas notícias do Brasil e do Mundo